“Derrubou do Trono os Poderosos e Exaltou os Humildes” – Maria, Mãe missionária

Olhar para Maria, é olhar para o mistério divino. Um SIM que a tornou Mãe do Salvador e, ao mesmo tempo, envolta num sim dolorido ao pé da cruz. Maria, a Missionária, onde tudo se realiza e o amor de Deus se gesta. Em Atos dos Apóstolos, encontramos uma Maria que persevera, em comunhão com os Apóstolos e Discípulos do Senhor, na espera do Espírito Prometido. Ali, Maria imprime o selo Mariano que identifica que ela cooperou com o nascimento da Igreja Missionária. Maria ensina o Caminho que os Batizados devem trilhar e viver sua Missionariedade. Maria nos revela o que é ter FÉ e que ser feliz é conservar no coração tudo que viu e ouviu. Em silêncio peregrinou e com fé seguiu seu Filho, deixando-se cativar pelo mistério que o amor de Deus a envolvia. Maria não foi indiferente a presença do amor divino em sua vida.

A Serva do Senhor consagrou-se e tornou-se o modelo perfeito para os missionários, pois foi aonde Cristo queria que o amor de Deus alcançasse. Primeira Missionária, pois carregou Cristo no ventre e O tronou conhecido no mundo. Maria acolheu com fé o chamado que se tornou profecia e anúncio, no mais lindo Canto de Amor. A Mulher de Pentecostes que estava presente no início da missão; onde nascia a Igreja Missionária. Maria das Missões, pois viveu a peregrinação da fé, na condição de mãe do Filho de Deus. Ao pé da cruz tornou-se Mãe dos Discípulos e de Todos Nós.

O Papa Bento XVI assim pediu: “Permaneçam na escola de Maria, inspirem-se em seus ensinamentos. A Virgem Pura e sem mancha, é para nós escola de fé, destinada a nos conduzir no caminho que conduz ao encontro com o Criador do céu e da terra

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.